quinta-feira, 31 de março de 2016

Opinião: Batman vs Superman - A Origem da Justiça

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Resenha, Filme, Cinema, Crítica
(Reprodução/Facebook: Batman vs Superman: A Origem da Justiça)


Não sou especialista sobre cinema, mas assisti Batman vs Superman e tenho algumas coisas para dizer, ainda mais agora com as críticas tão negativas, além da carinha chateada do Ben Affleck ao saber que o filme não foi tão bem recebido pela crítica.

1.      Enredo

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Resenha, Filme, Cinema, Crítica
(Reprodução/Facebook: Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
Convenhamos, o início do filme joga muitas informações, é tanta informação que você até se perde. Tanta informação, que você tem medo de piscar e perder alguma coisa. Mas, tudo bem! Isso dura alguns minutos para que o diretor Zack Snyder pudesse  ambientar os telespectadores nas duas histórias dos heróis, no qual uma trama se intercala com a outra. Uma exemplifica a origem de Bruce Wayne, e exibe um cenário de destruição devido a batalha de Metropolis, entre Superman e Zod. A narrativa se desenrola após 18 meses dessa guerra que aconteceu em O Homem de Aço.   

O filme é intrigante, deixa algumas pontas soltas, mas o desenrolar todo é intrigante e com pintadas de excentricidades de Lex Luthor, interpretado por Jesse Eisenberg. Em algumas críticas vi que compararam o Lex com o Coringa, e sinceramente? Eu concordo! O que acho até interessante, porque em alguns quadrinhos/desenhos eles se encontram e de vilão para vilão, intrigas é como uma química, não é?

Mais do que isso, o desenrolar do personagem é tão inocente e caricato, mas desvenda o grande truque para as cenas do longa que são fruto de manipulação para criar a discórdia.

2.      Trilha Sonora

Tem Hans Zimmer, que dispensa comentários. A trilha sonora também é assinada por Junkie XL, de Mad Max: Fury Road - (2015) e Deadpool - (2016). Do início ao fim, a trilha sonora é de arrebentar.
Filmes com a temática de heróis sempre precisam inovar na trilha, porque manter o ritmo triunfal, já é batido. Claro, que na trilha de Batman X Superman tem tudo isso e mais um pouco, mas tem uma pegada mais épica de todos os tempos, além de manter um estilo moderno incorporado por Junkie, que é um DJ holandês.



3.      Superman
Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Resenha, Filme, Cinema, Crítica
(Reprodução/Facebook: Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
Me desculpem, mas que coxa!

Na maior parte do tempo, não é um personagem totalmente esperto, mas é o perfil de qualquer herói do estilo "sou corajoso de qualquer jeito", mas tem o seu charme, não é mesmo? O seu entusiasmo, a coxa... é um verdadeiro herói. Afinal de contas, Superman tem vitalidade, garante a segurança e a esperança de uma cidade, tudo o que é necessário para ser amado por todos.  

Interpretado por Henry Cavill, Superman é o grande protagonista enquanto Batman é o coadjuvante. O personagem passa pela sua jornada do herói para proteger não a si, mas a cidade e sua amada Louis Lane, Amy Adams, no qual se torna uma personagem cada vez menos interessante e mais frágil.

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Resenha, Filme, Cinema, Crítica
(Reprodução/Facebook: Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
4.      Batman

Falando a verdade? Escreveram um Batman (Ben Affleck) muito mais ousado, porém ainda com a dor inevitável da perda dos pais. Ok, é essa dor que caracteriza o personagem, mas não o acho totalmente forte, o acho fácil de ser manipulado. O que facilita, e sem spoilers, o enredo da trama.

Acho que na narrativa de Batman, o que chama muito mais atenção para os filmes, desenhos e o quadrinho são os vilões que ameaçam a mentalidade do morcego. 

Neste filme, Bruce Wayne se transforma e se reconhece como um bandido, que marca quem passa a sua frente a fim de conquistar a justiça, mesmo que ela não seja conquistada da forma mais gentil.

5.      Mulher Maravilha

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Resenha, Filme, Cinema, Crítica
(Reprodução/Facebook: Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
Rouba a cena! Até parece um pouco injusto com Wayne e Kent, mas a atriz Gal Gadot consegue trazer a vida uma personagem forte, elegante e destemida para um cenário de caos e suspense.

Mais do que isso, Mulher Maravilha é a grande chave para trazer novidades para os fãs da DC Comics. A sua aparição é muito justa e aumenta a curiosidade pela sua própria trama, que tem estreia prevista para o dia 23 de junho de 2017.

E, quem disse que só homens podem ser heróis? Colocar ela no meio disso tudo, destaca o empoderamento da mulher, enriquece ainda mais a personagem e chama muita mais atenção para meninas se interessarem por narrativas que, inicialmente, tinha como público alvo os garotos. YEAH!

Batman X Superman é um filme satisfatório, com um enredo que consegue preencher o seu tempo sem nenhum desgaste. O envolvimento e o diálogo dos personagens são intrigantes e desperta, totalmente, a curiosidade pelas próximas produções que apresentarão os meta-humanos da Liga da Justiça.

Minha humilde opinião! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário