sexta-feira, 1 de abril de 2016

Quero minha última noite em Paris de volta

Casal, Couple, Paris, Notre Dame, voltar a Paris, relacionamento, saudades


É engraçado como as coisas acontecem quando você menos espera. Quando você não espera, realmente parece que as coisas acontecem, elas acontecem para te surpreender e foi quando ele me surpreendeu quando eu menos esperava ou imaginava. 

De fato, Paris é uma cidade romântica e descobri ao me deparar não com a Torre Eiffel, mais sim com a igreja gótica de Notre Dame, quando eu estava procurando por alguma festa nas ruas de Saint Michel. 

Ali me despertou a certeza do que tanto dizem, Paris é a cidade dos apaixonadas e eu não estava. Mas, nunca me contaram na possibilidade de encontrar um breve romance em Paris, afinal vida de solteiro ali não deve ser fácil. 

Ele chegou todo falante, fazendo piada com meu segundo nome, animado por saber que em São Paulo existe open bar e que as festas duram até de manhã. Com um inglês engraçado por conta do sotaque francês, as suas frases se desenrolavam de um jeito caricato. 

Mas, as suas atitudes para me dar um beijo...Era mais lento do que uma tartaruga.
Mas, tudo bem. Só estava achando ok. 

Só que foi aí que me surpreendi, quando começamos a conversar sobre música, chamou a minha atenção e me cativou. Quando começou a dançar, de um outro jeito caricato, eu gostei. Gosto quando garotos se esforçam para dançar, dá aquele charminho. 

Passamos a dançar juntos, era como se só estivesse eu e ele na pista. Imagina, havia várias pessoas ao redor. Uma rodinha para dançar foi envolvida perto de nós. Foi ali que cochichamos no ouvido do outro. Foi ali que ele me deu um beijo no canto da minha boca, foi ali que dei um beijo nele. 

Um beijo todo carinhoso, delicado, sincero e envolvido em uma música agitada. Em um lugar que pouco sabia de onde ficava no mapa da cidade, em um lugar com um estranho que já tinha me conquistado e eu tão pouco tinha percebido.

Uma simples noite em Paris, na cidade mais romântica, me fez acreditar de novo na ideia de um romance. Que um momento desses podem acontecer em um piscar de olhos. A gentileza, as palavras ditas e o beijo leve ficam guardados naquela noite em Paris e o adeus é tão pesado, que foi deixado em alguma esquina de Montmartre.
  

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário